Nenhuma música disponível no momento

<< Outubro 2019 >>
D S T Q Q S S
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31    

Luiz Mantovani - violão (Lotado)


17/06/2012 - Luiz Mantovani - violão (Lotado)

Dia 17/06/2012 - Domingo – às 18:30 hs
ENTRADA GRATUITA

 

Programa:

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
dos Cinco Prelúdios (1940) 
Prelúdio 1 - Andantino expressivo (Melodia lírica: Homenagem ao sertanejo brasileiro)
Prelúdio 4 - Lento. Animado (Homenagem ao índio brasileiro)
Prelúdio 2 - Andantino (Melodia capadócia: Homenagem ao malandro carioca)
 

Heitor Villa-Lobos - Poucos compositores no século XX fizeram tanto pelo violão quanto o brasileiro Heitor Villa-Lobos. Apesar de relativamente curta, sua obra violonística caracteriza-se como um divisor de águas na literatura do instrumento, tanto estética quanto tecnicamente. Os Cinco Prelúdios foram escritos no Rio nos anos 40, já em uma fase madura de sua carreira, e são obras perfeitas em sua inspiração criativa e equilíbrio formal. Já os 12 Estudos são de 1929 - época em que Villa-Lobos vivia na efervescente Paris - e exploram o instrumento em seus limites técnicos e de sonoridade. Os Estudos foram dedicados a Andrés Segovia e os Prelúdios, à sua segunda esposa, Mindinha.



Mauro Giuliani (1781-1828)
Variações sobre um tema original, Op. 20 (1810)

Mauro Giuliani - Contemporâneo de Schubert e Beethoven, assim como eles o italiano Mauro Giuliani construiu sua carreira na cidade de Viena, à época um dos principais centros culturais da Europa. Naquela cidade foi festejado tanto como violonista quanto compositor, tendo sido nomeado "virtuoso onorario di camera" pela Imperatriz Marie-Louise e deixado um legado de mais de 150 obras, que incluem peças solo, música de câmara, concertos e canções. As 6 Variações sobre um Tema Original, op.20 são um de seus conjuntos de variações mais interessantes, alternando passagens virtuosísticas com melodias líricas de forte caráter operístico.



Miguel Llobet (1878-1938)
Quatro Canções Populares Catalãs
El Testament d’Amelia
La Nit de Nadal (El Desembre Congelat)  
La Filla Del Marxant
Canço del Lladre
 

Miguel Llobet  - Natural de Barcelona, Llobet foi um dos principais violonistas em atividade no início do século XX, tendo vivido também em Paris e em Buenos Aires e feito numerosas turnês pela Europa e Estados Unidos. A ele o grande compositor espanhol Manuel de Falla dedicou sua peça Homenaje a Debussy, e deste mesmo compositor Llobet fez um arranjo primoroso da parte de piano das 7 Canções Populares Espanholas. Entre suas inúmeras obras para violão solo destacam-se inspirados arranjos de melodias populares catalãs, às quais Llobet emoldura em uma sofisticada harmonia com toques impressionistas.


Heitor Villa-Lobos (1887-1959)
dos Doze Estudos W 235 (1929)
Estudo 7 - Très animé
Estudo 4 - Un peu moderé

Sir William Walton (1902-1983)
Cinco Bagatelas para Violão (1970 - 1971)
Allegro assai
Lento sognando
Alla cubana
Lento
Presto com slancio

 

William Walton  - Compositor inglês que escreveu de música sinfônica a trilhas de cinema com desenvoltura, William Walton mudou-se ainda jovem para a Ilha de Ischia, na Itália, onde residiu até falecer. As Cinco Bagatelas para Violão foram escritas em 1971 para Julian Bream, sendo dedicadas ao compositor Malcolm Arnold. Como é característico de Walton, elas apresentam um caráter eclético, com claras influências jazzísticas e da música latina, além de um segundo movimento reminiscente das Gymnopédies de Satie. Tal é a profusão de sonoridades que exige do instrumentista que posteriormente Walton sentiu-se à vontade para arranjar a obra para orquestra sinfônica, intitulando-a Varii Caprici.

notas por Luiz Mantovani

Luiz Mantovani vencedor do Pro Musicis International Award (Nova York, 2001), tem se apresentado regularmente como solista e camerista em importantes salas de concerto, tais como Weill Hall/Carnegie Hall em Nova York, Salle Cortot em Paris, Conservatório Tchaikovsky de Moscou, Jordan Hall em Boston, Hong Kong City Hall, 92 St. Y em Nova York, Beethovensaal em Hanover e Sala Cecília Meireles no Rio de Janeiro. Em 2010 realizou a estreia mundial do Concerto para Violão do compositor israelense Lior Navok, obra a ele dedicada, atuando como solista da Israel Sinfonietta Beer Sheva.
Sua execução das Cinco Bagatelas de William Walton foi descrita pelo The New York Times como "poderosa, belamente delineada e praticamente impecável". Como solista de orquestra, apresentou-se frente à Orquestra Sinfônica da Nova Rússia, Boston Modern Orchestra Project, Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Petrobrás Sinfônica e Camerata Florianópolis, entre outras. Desenvolvendo uma intensa atividade como camerista, desde 2004 Mantovani é membro do Quarteto Brasileiro de Violões, com quem excursiona regularmente por quatro continentes e gravou dois CDs pelo selo norte-americano Delos. O último deles, Brazilian Guitar Quartet plays Villa-Lobos, foi agraciado com o Grammy Latino de 2011 na categoria "melhor álbum de música clássica". Seu duo com o flautista Michel de Paula recentemente encomendou e estreou a obra Brazilian Landscapes No.12, de Liduíno Pitombeira, na Weill Hall/Carnegie Hall em Nova York.
Luiz Mantovani possui um Artist Diploma pelo New England Conservatory of Music, em Boston. Ele foi o primeiro violonista admitido neste que é o mais prestigiado curso oferecido por esta instituição. Como bolsista do programa Apartes/CAPES, Mantovani obteve em 2000 o grau de Mestre em Música com distinção máxima, também pelo New England Conservatory. No Brasil, formou-se Bacharel em Música em 1997 pela Universidade do Rio de Janeiro – UNI-RIO. Seus principais professores de violão foram David Leisner, Nicolas Barros e Antônio Guedes.
Paralelamente à carreira de instrumentista, Luiz Mantovani é professor de violão e música de câmara da Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC em Florianópolis, onde reside desde 2003

 

COMO FAZER SUA RESERVA?

As inscrições para participar do Concerto do Violonista Luiz Mantovani deverão ser realizadas antecipadamente através do e-mail:

secretaria@auditoriojurereclassic.com.br ou pelo telefone (48) 9647-9911  ou (48) 32822203

Teremos disponível 150 poltronas e não será permitido ficar em pé durante o concerto.
Deverá ser enviado para o e-mail, nome completo e telefone de quem virá assistir o concerto.

 

Entrada permitida para maiores de 14 anos ou para estudantes de música de qualquer idade.


 


Voltar
Rua dos Lambari-Guaçu, 437 - Jurerê Internacional - FLORIANÓPOLIS - SC (BR)
Fones: +55 (48) 3282 2203 / 99918 5958