Nenhuma música disponível no momento

<< Setembro 2019 >>
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30          

Alberto Heller - piano*


06/10/2012 - Alberto Heller - piano*

Sábado, 06 de Outubro de 2012 - às 20:30 hs


CICLO COMPLETO DAS SONATAS PARA PIANO DE

WOLFANG AMADEUS MOZART  (1756-1791)

 


PROGRAMA TERCEIRO RECITAL

Sonata n. 10 em Dó Maior KV 330 (Paris, 1778 / Salzburg-Viena, 1783)

Allegro moderato
Andante cantabile
Allegretto

Sonata n. 11 em Lá Maior KV 331 (Paris, 1778 / Salzburg-Viena, 1783) 

Andante grazioso
Menuetto
Alla Turca, Allegretto


Sonata n. 12 em Fá Maior KV 332 (Paris, 1778 / Salzburg-Viena, 1783)

Allegro
Adagio
Allegro assai

Sonata n. 13 em Si bemol Maior KV 333 (Linz, 1783)

Allegro
Andante cantabile 
Allegretto grazioso


*Piano Steinweg 1906 restaurado por Leonidas Oliveira.


Mozart e as 18 Sonatas para piano

Mozart era um pianista consumado, um dos maiores virtuosos de todos os tempos. Escreveu para Pianoforte (em realidade Fortpiano; piano = doce, leve e forte = alto, sonoro. Idealizado em 1709 por Bartolomeo Cristofori), o fortepiano é um instrumento de menor potência e sustentação sonora do que o atual piano.

Mozart compôs ao todo dezoito sonatas para piano solo, obras que figuram entre as mais belas e importantes da Música Clássica. Nessas sonatas está contido todo o riquíssimo universo sonoro que caracteriza sua música: as requintadas melodias, as harmonias simples mas genialmente exploradas, o colorido ora camerístico ora orquestral, a aparente simplicidade (que oculta uma enorme profundidade), as tramas operísticas, os jogos psicológicos, os dramas e conflitos sutilmente mesclados – conjunto que encontra na forma-sonata o modelo dramático por excelência. Muitas de suas sonatas permanecem injustamente negligenciadas pelo público moderno, que conhece umas poucas apenas, tendo sido aparentemente ofuscadas pela produção de Beethoven e de outros compositores. Eis aqui a chance de conhecê-las na íntegra. Serão quatro recitais, nos quais será respeitada a ordem cronológica das composições, de forma que o público poderá não apenas vir a conhecer o conjunto da obra como ainda perceber as diferentes tendências na evolução estilística de Mozart.

Cada recital tem a duração aproximada de 80 (oitenta) minutos. O primeiro recital foi apresentado neste Auditório dia 11 de março deste ano. O último recital do Ciclo será executado no dia 24 de novembro deste ano.

 
ALBERTO ANDRÉS HELLER

Radicado desde 2000 em Florianópolis, o compositor e pianista Alberto Andrés Heller é graduado e pós-graduado em Música pela Escola Superior de Música ‘Franz Liszt’ em Weimar, na Alemanha. É mestre em Educação, doutor em Literatura (ambos pela UFSC) e membro da Academia Catarinense de Letras e Artes. É integrante do Arte Piano Trio e desenvolve trabalhos pedagógicos e de pesquisa na Escola de Música Camerata Florianópolis, no Instituto Müller-Granzotto e no Baobah (Estúdios de Autocriação). Tem nove CDs gravados e é autor dos livros Fenomenologia da Expressão Musical e John Cage e a poética do silêncio. Entre seus últimos trabalhos destacam-se a Sinfonia Terra, o Concerto Aurora consurgens (para três solistas e orquestra sinfônica) e a trilha sonora original para o filme Amores Raros da cineasta Tânia Lamarca. Em 2012 estará gravando o ciclo completo das Sonatas para piano de Mozart em CD (5 CDs).


Ingressos: R$30,00 (inteira) / R$15,00 (estudantes, maiores de 60 anos e professores). Sócios do Auditório Jurerê Classic terão lugares reservados em todos os concertos da Temporada 2012. Entrada permitida para maiores de 14 anos ou estudantes de música de qualquer idade. Os ingressos também serão vendidos no Auditório Jurerê Classic, de segunda a sexta, das 08:00 às 15:00 horas.




Voltar
Rua dos Lambari-Guaçu, 437 - Jurerê Internacional - FLORIANÓPOLIS - SC (BR)
Fones: +55 (48) 3282 2203 / 99918 5958